Na sua região: Ashburn - Virginia temos (℃) Umid(%) Veloc.Vento(m/s °) | Sol: nasc 21:00h e pôr 21:00h | 26/07/2017 01:38
Utilize a busca abaixo para encontrar uma empresa pelo nome, setor ou produto.
Em todo o País, Aguarde, carregando...
    Ex.: coaching, ou transporte, ou madeira, ou aço, ou o nome da empresa como: Mais Sucesso e Genoma, ou mesmo o nome do profissional como Cristiane.

Sebrae participa da maior feira de panificação da América Latina


Postado em 19/07/2017

Sebrae Nacional -

Brasília - A indústria de panificação é um dos segmentos mais tradicionais da indústria de alimentos no Brasil. O setor reúne cerca de 64 mil empresas e alcançou um faturamento de R$ 87,24 bilhões em 2016. Esses números da Associação Brasileira da Indústria da Panificação e Confeitaria (Abip) indicam o início de uma recuperação para a crise que vinha sendo registrada desde 2010. Nesse contexto, atento às necessidades dos pequenos negócios, que são a grande maioria das panificadoras, o Sebrae participa da Fipan 2017, considerado o mais importante evento dessa indústria no Brasil.

Realizada anualmente em São Paulo, no mês de julho, a Fipan deve reunir esse ano mais de 300 expositores e atrair um público aproximado de 60 mil visitantes, entre os dias 25 e 28 desse mês. Durante quatro dias, as pessoas que forem à Feira vão poderão, por exemplo, conhecer fornecedores do ramo de foodservice, conferir palestras de especialistas, e participar de demonstrações de produtos.
 
As empresas deste segmento têm acompanhado uma mudança de perfil dos consumidores, que demanda cada vez mais por alimentos frescos, com qualidade e diversidade, “nos últimos anos as padarias agregaram valor com qualidade e diversidade. As chamadas “padaria conceito” ganharam mercado com produção própria, além de ampliar a oferta de produtos e serviços. Para ser competitivo, empresário precisa inserir elementos que agreguem valor, como embalagens especiais; iluminação diferenciada; formato inovador em layout; tudo isso faz a diferença, explica o presidente do Sebrae, Guilherme Afif Domingos.
 
O Sebrae participa do evento com um estande de ativação de marca onde os empreendedores e potenciais empresários poderão interagir e conhecer conteúdos desenvolvidos pela instituição para esse segmento. Em parceria com a Abip e com o Instituto Tecnológico da Panificação e Confeitaria (ITPC), o Sebrae desenvolve projeto com o objetivo de tornar as padarias artesanais mais competitivas, por meio da implementação de ações de qualidade, produtividade e sustentabilidade. Na Fipan, a ênfase da ação do Sebrae será na disseminação do Guia de Implementação da norma ABNT NBR 16170:2013, elaborado no âmbito do Convênio entre Sebrae, Abip e ITPC, em conjunto com a Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT). O material traz as diretrizes para avaliação da qualidade e classificação do pão tipo francês.
 
Saiba mais:
Entre os diferentes conteúdos disponibilizados aos empreendedores pelo Convênio entre Sebrae, Abip e ITPC, estão publicações sobre tendências de mercado, tributação, padaria conceito, clipping semanal e artigos técnicos que oferecem orientações sobre como manter as panificadoras competitivas. Para conhecer as iniciativas, os interessados podem acessar o site http://www.sebrae.com.br/padaria
 
 
Mais informações:
Assessoria de Imprensa Sebrae
(61) 2107 9117/9118
imprensa@sebrae.com.br
Para empreendedores
Central de Relacionamento Sebrae
0800 570 0800


Centro-Oeste e Norte participam de competição na área de turismo inteligente


Postado em 25/07/2017

Sebrae Nacional -

De Brasília - As startups das regiões Centro-Oeste e Norte têm até o dia 1º de agosto (terça-feira) para inscreverem projetos, ideias e soluções inovadoras no Desafio de Inovação Turismo Inteligente, promovido pelo Sebrae e a Braztoa (Associação Brasileira de Operadores Turísticos). Trata-se de uma competição que abre oportunidade para empreendedores apresentarem propostas com real potencial de comercialização no mercado. Esta etapa, que será realizada em Rio Quente (GO), no dia 9 de agosto, vai classificar startups para a final do desafio, em setembro, em São Paulo. As inscrições podem ser feitas pelo o site da Braztoa

Durante a competição, o Sebrae e a Braztoa prestam mentoria em empreendedorismo, turismo e consumo de viagens, para que todos estejam completamente alinhados com os objetivos do desafio. A banca julgadora é composta por especialistas em turismo, que avaliam a qualidade do negócio ou ideia, sua viabilidade comercial e capacidade de expansão no mercado de destinos inteligentes. Em cada seletiva, dois projetos regionais serão escolhidos. Os classificados vão para a final da competição e são convidados a participar da 45ª Abav Expo & 48º Encontro Comercial Braztoa, que acontecerá de 27 a 29 de setembro, no Expo Center Norte em São Paulo. As duas melhores soluções de startups serão premiadas com viagens, entre outros benefícios.

De acordo com a diretora técnica do Sebrae, Heloisa Menezes, o objetivo da competição é estimular ideias criativas na área de turismo inteligente e gerar novos modelos de negócios. "A iniciativa do Desafio é uma oportunidade única de apresentar a startup ou a ideia inovadora para grandes players do setor de turismo. Durante a seletiva, o empreendedor já recebe mentorias das principais operadoras de turismo do país e, caso se classifique para a final, receberá mais orientações e poderá apresentar sua startup ao grande público da Abav Expo", explica Heloisa. 

Após a etapa que reunirá competidores das regiões Centro-Oeste e Norte, em Rio Quente (GO), o Sebrae e a Braztoa farão mais uma seletiva, contemplando o Sudeste. As inscrições para as startups de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Espírito Santo vão até 14 de agosto, com disputa no dia 22 de agosto, em Belo Horizonte (MG). As primeiras fases de classificação foram realizadas em Recife (PE), para competidores do Nordeste, e Curitiba (PR), para a região Sul.

Os inscritos no Desafio podem escolher entre dois temas: Agenciamento de Viagens e Turismo – Como renovar o papel dos operadores de turismo e das agências de viagens na cadeia do turismo?; e Inteligência adaptada aos destinos brasileiros – Como tornar os destinos turísticos brasileiros inteligentes?. Além de projetos em operação, também há espaço para inscrição de ideias inovadoras, que passarão por um processo seletivo on-line. Para mais informações e detalhes, acesse: www.braztoa.com.br/desafio.

SERVIÇO:

Desafio de Inovação Turismo Inteligente, etapa de classificação na regiões Centro-Oeste e Norte, em Rio Quente, dia 9 de agosto.

Inscrições abertas até dia 1º de agosto, pelo site da Braztoa.

Local: Rio Quente Resort, S/N - Esplanada do Rio Quente (GO)

 

Mais informações:

Assessoria de Imprensa Sebrae

(61) 2107 9117/9118

imprensa@sebrae.com.br

Para empreendedores

Central de Relacionamento Sebrae

0800 570 0800


Produtor rural está conectado à tecnologia da informação


Postado em 25/07/2017

Sebrae Nacional -

O universo do agronegócio no Brasil tem vivido uma ampla e profunda transformação nas últimas décadas. Cada vez mais distante dos velhos estereótipos, o pequeno produtor rural está se modernizando, incorporando novas tecnologias e mudando o modo de gerenciar os rumos do seu negócio. É isso o que revela uma pesquisa inédita realizada pelo Sebrae. Quase a totalidade dos produtores rurais (96%) usa telefones celulares e uma quantidade significativa deles utiliza smartphones para acessar a Internet.
 
A pesquisa “Tecnologia da Informação no Agronegócio” identificou que 71% dos donos de microempresas rurais e 85% dos proprietários de empresas de pequeno porte no campo, usam smartphones para acessar a web. Esse resultado é expressivo se for considerado que o acesso médio da população brasileira à Internet por meio de aparelhos celulares é de 62% (segundo o Google Consumer Barometer).
 
Para o presidente do Sebrae, Guilherme Afif Domingos, a pesquisa confirma a necessidade de investimentos no meio rural, de modo a aumentar o acesso dos produtores às Tecnologias da Informação. “No mundo atual, onde o pequeno produtor precisa agregar valor ao seu trabalho e se diferenciar do restante do mercado, o acesso aos instrumentos digitais é algo fundamental para a conquista de novos públicos consumidores e para elevar o nível de competitividade do negócio”, comenta Afif.
 
A pesquisa do Sebrae ouviu 4.467 produtores rurais, entre 29 de março e 12 de abril, nas 27 unidades da Federação. Os dados revelaram que os produtores fazem uso restrito da Internet, seja para transações comerciais ou para divulgação, em grande parte por conta da dificuldade de acesso ou da má qualidade da conexão: 6% dos produtores já fizeram alguma compra pela Internet, 4% já usaram a Web para efetuar vendas e 16% dos empreendimentos rurais possuem página na Internet ou perfil nas Redes Sociais.
 
Quanto ao tema da gestão, apesar de 70% dos empreendedores já praticarem o gerenciamento administrativo e financeiro dos seus negócios rurais, apenas ¼ dos produtores fazem isso por meio de ferramentas digitais de gestão. Entretanto, a maior parte deles (64% dos entrevistados) informou que utilizariam esses recursos para gerenciar suas empresas se eles estivessem disponíveis.
 
Segundo a pesquisa do Sebrae, 58% dos empresários rurais que informaram não utilizar a conexão de internet móvel dizem que não o fazem, predominantemente, porque não há provedor/sinal em sua região. A dificuldade de acesso também foi a justificativa apresentada pela maioria dos produtores (64%) que não usam tecnologias digitais para a gestão do negócio. “Garantir o acesso dos pequenos produtores rurais à Internet é, não somente, assegurar um direito, mas também uma forma de atrair os jovens de volta para o campo e aumentar a renda desses empreendimentos por meio dos ganhos diretos e indiretos proporcionados pelo uso dessas tecnologias”, destaca o presidente do Sebrae.

Mais informações:
Assessoria de Imprensa Sebrae
(61) 2107-9117/9118
imprensa@sebrae.com.br
 
Para empreendedores
Central de Relacionamento Sebrae
0800 570 0800



AGU recorre contra liminar que suspende reajuste de impostos sobre combustíveis


Postado em 25/07/2017

A Advocacia-Geral da União (AGU) recorreu ao Tribunal Regional Federal (TRF-1), sediado em Brasília, para anular a decisão que suspendeu hoje (25) o aumento das alíquotas do Programa de Integração Social (PIS) e da Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (Cofins) sobre a gasolina, o diesel e o etanol, anunciado pelo governo na quinta-feira (20).

A suspensão foi determinada nesta manhã pelo juiz Renato Borelli, da 20ª Vara Federal no Distrito Federal, a partir da motivação de uma ação popular protocolada por um cidadão.

Para o magistrado, o reajuste deveria ter entrado em vigor em 90 dias e não poderia ter sido aprovado por meio de um decreto presidencial, mas por lei ordinária.

A previsão do governo é arrecadar mais R$ 10,4 bilhões com o aumento do PIS/Cofins sobre os combustíveis, de modo a conseguir cumprir a meta fiscal de déficit primário de R$ 139 bilhões para este ano.


Prefeito de Tucuruí (PA) é assassinado quando vistoriava obras de recapeamento


Postado em 25/07/2017

O prefeito de Tucuruí (PA), Jones William da Silva Galvão (PMDB), foi assassinado hoje (25) a tiros enquanto visitava obras de recapeamento da estrada de acesso ao aeroporto, em uma área conhecida como Ocupação Cristo Vive.

Em nota, o governo do estado informou que deslocou para o município policiais militares e civis para reforçar a segurança local e atuar nas buscas aos autores do crime.
 
De acordo com o delegado Sandro Rivelino, titular da Superintendência da Polícia Civil no município, Jones William foi atingido por vários disparos de arma de fogo efetuados por homens que passaram no local em uma moto. O prefeito chegou a ser socorrido e levado para o Hospital Regional de Tucuruí, mas não resistiu aos ferimentos.
 
Um funcionário da prefeitura que estava ao lado do prefeito foi atingido de raspão por um dos disparos, mas passa bem depois de receber atendimento no hospital da cidade.
 
De acordo com governo do Pará, uma equipe de policiais civis da Divisão de Homicídios de Belém ficará responsável pelas investigações.
 
Natural de Italva (RJ), Jones William tinha 42 anos e era casado. Antes de assumir a prefeitura de Tucuruí, exerceu o cargo de vereador do município, entre os anos de 2008 e 2011, à época filiado ao PT.   

Tucuruí tem 108 mil habitantes e é onde está localizada a Usina Hidrelétrica de Tucuruí, a maior usina 100% brasileira, com capacidade geradora instalada de 8.370 Megawatts (MW).  A usina é a principal integrante do Subsistema Norte do Sistema Interligado Nacional.


Servidores federais aptos à aposentadoria não poderão aderir a PDV


Postado em 25/07/2017

Um dia após anunciar que estuda a elaboração de um Plano de Demissão Voluntária (PDV) para servidores federais, o Ministério do Planejamento detalhou nesta terça-feira (25), por meio de nota, alguns pontos da medida. De acordo com a pasta, não poderão aderir ao PDV os servidores que estejam em estágio probatório, que tenham cumprido todos os requisitos legais para aposentadoria ou que tenham se aposentado em cargo ou função pública e reingressado em cargo público inacumulável.

Além disso, também não poderão aderir aqueles que, na data de abertura do processo de adesão ao programa, estejam habilitados em concurso público para ingresso em cargo público federal, dentro das vagas oferecidas no certame. Também ficam de fora os servidores que tenham sido condenados a perda do cargo, em decisão judicial transitada em julgado, e aqueles que estejam afastados em virtude de licença por acidente em serviço ou para tratamento de saúde.

Quantitativos

Ainda conforme nota divulgada no início da noite de hoje, o Ministério do Planejamento ficará responsável por definir quais carreiras, órgãos e regiões geográficas poderão participar do programa. O objetivo dessa definição, segundo o ministério, é preservar órgãos com escassez de pessoal. A pasta também definirá o quantitativo máximo de servidores que poderão aderir ao PDV por órgão.

O ministério defendeu a edição de uma medida provisória para implementação das ações em função da crise fiscal do país, que pelo segundo ano consecutivo terá déficit orçamentário.

De acordo com o Ministério do Planejamento, no final do ano passado, o quantitativo de servidores públicos civis ativos do Poder Executivo Federal era de 632.485. A despesa com esses servidores no acumulado de janeiro a dezembro do ano passado foi de R$ 96,4 bilhões. Caso a adesão ao programa alcance 5 mil servidores, mesmo patamar do PDV realizado pelo governo Fernando Henrique Cardozo, na década de 1990, a economia com a medida será de aproximadamente R$ 1 bilhão por ano.